Associação Brasileira de Saúde Coletiva emite nota sobre combate aos criadouros do Aedes Aegypti
publicado em 01/02/2016 - 00:02
Confira a  Carta de Alerta (assinada pela Direção da Associação Brasileira de Saúde Coletiva-ABRASCO e por 4 de seus GTs) e a Nota Técnica mais aprofundada assinada pelos grupo de trabalho de Saúde e Ambiente, Saúde do Trabalhador, Vigilância Sanitária e Promoção da Saúde e Desenvolvimento Sustentável da ABRASCO sobre a epidemia de microcefalia no nosso País.
 
Notem que o foco deve ser na eliminação de criadouros do Aedes Aegypti e não no combate ao mosquito com o uso de venenos, inclusive na água de beber, com total ênfase para a melhoria das condições socioambientais, incluindo o saneamento ambiental. Cidades saudáveis e sustentáveis é o desafio urgente.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Assessoria de Comunicação ABES-DF

Acompanhe nossas notícias também no Facebook

(61) 3703-4610
Endereço:
SEPN 506, Bloco D - Ed. Sagitarius Sala 124 CEP: 70740-504 Brasília
Desenvolvido por Nova Mídia Brasília