Brasília ganha moderna Instalação de Recuperação de Resíduos (IRR)
publicado em 02/07/2018 - 16:07

A Instalação de Recuperação de Resíduos (IRR) do P Sul simboliza a profunda mudança na gestão de resíduos no DF. Pela primeira vez, cooperativas de catadores de materiais recicláveis terão um local definitivo e adequado para a triagem dos resíduos oriundos da coleta seletiva. Com 3.000 metros quadrados de área construída, a nova unidade está localizada na QNP 28 Área Especial - Usina P Sul (Ceilândia).

A IRR tem capacidade de processar 32 toneladas de materiais recicláveis por dia. Ao contrário dos galpões alugados, na nova unidade, duas esteiras recebem os resíduos e os direcionam para o mezanino, onde é feita a triagem. Essas mesmas esteiras encaminham diretamente em contêineres os rejeitos para descarte. A estrutura também conta com refeitório, vestiários, escritório e sala de reunião para as duas cooperativas que vão atuar no local. O custo total da obra foi de R$ 4.925.000,00.

 

Histórico


Com a inauguração do Aterro Sanitário, em janeiro de 2017, foi dado o passo principal para o fechamento do lixão, que aconteceu no dia 20 de janeiro de 2018.

As cooperativas de catadores que trabalhavam no lixão foram contratadas pelo SLU para realizar a triagem dos materiais recicláveis provenientes da coleta seletiva. Enquanto as IRR definitivas não ficavam prontas, o trabalho destes catadores foi realizado em cinco galpões alugados pelo SLU.

Na fase de transição, o governo pagou a bolsa Agentes da Cidadania, no valor de R$ 300 para 900 catadores. Além disso, todos passaram a receber um pagamento mensal no valor de R$ 360 pelo período de seis meses, para compensar as perdas financeiras na fase de transição.

Mais de 700 catadores atuam nos galpões atualmente e o primeiro grupo deles, vinculados às cooperativas Plasferro e Coopere, trabalhará agora no novo local, que oferece todas as condições para aumentar a produtividade e, consequentemente, a renda. O governo ainda oferece capacitação, por meio de cursos do Senai, de 479 catadores.

A próxima IRR, que está em fase final de construção no SCIA, deverá ser entregue até agosto. Ela contará com 3.500 metros quadrados, com quatro esteiras de catação, escritório, vestiários, sala de reunião e refeitório. Esta unidade servirá para abrigar o trabalho de 168 catadores.

Outras IRRs estão em fase de construção ou de licitação em Brazlândia, Sobradinho, Asa Sul e Pátio Ferroviário, onde também está sendo construída uma central de comercialização.

No novo modelo de gestão de resíduos são 11 cooperativas contratadas para realizar a coleta seletiva em 15 cidades. Também há 17 cooperativas contratadas para realizar a triagem do material coletado por empresa, recebendo, em média, R$ 300 por tonelada triada, além do resultado da venda do material reciclável.

Com isso, são mais de 1.300 catadores atuando em 22 cooperativas, que têm 28 contratos com o DF. O próximo passo é sensibilizar a população para melhorar a qualidade do material separado para a coleta seletiva. Atualmente, o aproveitamento do material pelos catadores está em torno de apenas 36%.

Serviço: 

Entrega da primeira Instalação de Recuperação de Resíduos (IRR)
Horário: 9h30
Data: 03/07/2018
Local: IRR - QNP 28 AE - dentro das instalações da Usina de Compostagem do SLU (próximo ao terminal rodoviário do P Sul)

Mais informações
Assessoria de Imprensa: 99105-2089
Demandas por e-mail: ascomslu@gmail.com

 
 

Assessoria de Comunicação ABES DF

Acompanhe as notícias da ABES-DF no Facebook

 
(61) 3703-4610
Endereço:
SEPN 506, Bloco D - Ed. Sagitarius Sala 124 CEP: 70740-504 Brasília
Desenvolvido por Nova Mídia Brasília