Diretora-Presidente do SLU rebate Ex-secretário do Meio Ambiente
publicado em 17/02/2018 - 12:02

Na última quinta-feira (15), o Ex-secretário do Meio Ambiente, André Lima, postou em uma rede social que visitou o maior dos galpões de triagem alugados pelo governo para receber os catadores de resíduos recicláveis do Lixão da Estrutural e que a situação dos catadores é periclitante. "O SLU fez "coleta seletiva" de catadores. Parece que a aposta é tipo obsolescência programada de catadores. Qto menos coleta seletiva, menos catadores, + toneladas aterradas, + $$ para empresa concessionária gestora do Aterro e + aterros serão necessários em Brasília e no entorno para dar conta de todo residuo que não é reciclado! Faz sentido? Temos que chamar atenção para esse grave problema Socioambiental na Capital do Brasil", afirmou.

 

A Diretora-Presidente do SLU e da ABES-DF, Kátia Campos, rebateu as acusações dizendo que como ex-membro do GDF, ele sabe muito bem o tamanho do esforço e do investimento que tem sido feito para chegar aonde estão em questão ao encerramento do lixão.

 

 

"A abertura do primeiro Aterro Sanitário da história do DF e da inclusão dos catadores como prestadores de serviços públicos. Claro que faltam ajustes, adaptação a novas rotinas, e tudo sempre pode e deve melhorar mas falta muito pouco para as coisas funcionarem como devem e os catadores finalmente receberem o valor digno pelo trabalho que realizam.  Já firmamos 28 contratos com 23 cooperativas tanto para realizarem a coleta seletiva em 15 cidades (serão mais 10 a partir da próxima semana), como para receberem entre R$ 250,00 a R$350,00 por cada tonelada que comercializarem. Todos os que estão trabalhando nos galpões têm direito à bolsa de compensação financeira de R$ 360 por 6 meses nesta fase de ajustes. Estamos inclusive nos preparando para fazer pagamentos quinzenais em vez de mensais para fazer o dinheiro chegar mais rápido nas mãos dos catadores."

 

"Já avançamos muito, muito mesmo. Sei que você foi o tempo todo contra o fechamento do lixão quando estava à frente da SEMA, mas estávamos descumprindo a lei ambiental, desrespeitando dos seres humanos que lá tralhavam e realizamos de forma histórica este fechamento sem o seu apoio, muito pelo contrário conseguimos vencer suas resistências. Mas ao contrário de você, concordo quando o nosso governador Rollemberg afirma esta atitude representou um um salto civilizatório."


"Você não enxerga este salto porque vê o catador como uma pessoa menor que precisa comer lixo senão morre de fome. Você estava errado André eles estão conseguindo (como apoio do GDF) cumprir todas as formalidades para contratar com o governo para se tornarem prestadores de serviços públicos, com contrato assinado com o ESTADO, não recebendo favores de pseudos especialistas que você acolheu em sua equipe e pseudos lideres que ficaram por anos dando “apoio”aos catadores do DF recebendo por consultorias pagas pelas instituições públicas, entre outras. Me diga André o que conseguiram? Nada Andre. Somente conseguiram o que você pregava o direito que eles teriam de permanecer no lixão. Para contratarmos as cooperativas tivemos que ajudar em toda a documentação, tivemos que ir ao BRB apoiá-los na abertura de contas, tivemos que ensinar o que é trabalhar em cooperativa. Porque tudo isso não aconteceu antes do governo Rollemberg? ".


"Porque seus atuais assessores quando estavam no SLU e mesmo na “liderança” dos catadores não firmaram contratos e pagaram pelos serviços prestados? Porque não fecharam o lixão? Porque vcs não acreditam que os catadores sejam cidadãos de primeira categoria. Porque vocês entendem que eles têm que estar sempre mendigando favores políticos, beijando a mão de seus algozes para vocês os salvarem. Vocês não se conformaram em vê-los em um outro papel exercendo formalmente e contratualmente a coleta seletiva e a triagem dos materiais".


"Portanto, ex-secretário André se tiver alguma informação que eu não tenho, seja o suficientemente cidadão antes mesmo de ser candidato e faça suas denuncias sérias, no local adequado que te garanto: sou a primeira a ter todo o interesse, e o mais rápido possível, em apurá-las. Um cidadão que se preze não pode fazer leviandades levantando suspeitas sobre uma suposta “indústria do aterramento” e deixar para lá. O que se espera de verdadeiros cidadãos e ainda mais candidatos é que sejam suficientemente responsáveis pelo que se dizem. Proselitismos ex-secretário André é para pessoas vazias, pobres de sentido nobre, politiqueiros baratos. Ficar fazendo verborragia é fácil".

 

"Difícil é fazer e goste ou não ex-secretario André estamos fazendo. Você vai ter que aceirar que contra sua vontade: FECHAMOS O LIXÃO, INSTALAMOS O ATERRO SANITÁRIO, PAPA LIXO, PAPA ENTULHO, regularizamos a situação dos resíduos de saúde, dos grandes geradores, os transportadores de entulho da construção civil, implantando o espaço para o seu recebimento mantendo ativa uma área que se ficasse inútil já teria um outro enorme problema de invasão. Portanto nós podemos ser criticados porque nós fazemos".


"Por isso é mais difícil criticar você, porque não sei o que você fez. Nem mesmo a logística reversa de pilhas, baterias, pneus, lâmpadas você cuidou. Em três anos não conseguiu resolver o problema do financiamento do BNDES que infelizmente estava a cargo da SEMA. Mentira ex-secretário André tem pernas curtas. Cansei de ouvir as suas durante muito tempo. Agora está aberto o debate. E só para terminar: obsolescência programada era o que você queria deixando centenas de catadores permanecerem no lixão. O que é isso André?", acrescentou.

 

 

 

                         Matéria do Correio Braziliense dia 17/02/2018.

 

 

 

 

 

 

Assessoria de Comunicação ABES DF

Acompanhe as notícias da ABES-DF no Facebook

(61) 3703-4610
Endereço:
SEPN 506, Bloco D - Ed. Sagitarius Sala 124 CEP: 70740-504 Brasília
Desenvolvido por Nova Mídia Brasília