Presidente da ABES/DF fala sobre Saneamento Básico - desafios das cidades
publicado em 16/02/2016 - 23:02

Em 2016 o país elege novos prefeitos para seus 5.570 municípios. Cada um deles terá desafios locais muito específicos, mas alguns obstáculos terão de ser enfrentados por quase todos. O saneamento, em alguma de suas quatro áreas, é com certeza uma deles. Água, esgoto, lixo e drenagem urbana são serviços permanentes que atingem toda a população.

 

Em quase todo o país falta água nas torneiras de muitos bairros, mais da metade do esgoto coletado não é tratado e o lixo é jogado em locais não apropriados. Parte da responsabilidade por esses serviços é do estado, mas parte tem de ser realizado e decidido pelos municípios. E é sobre os desafios para realizar esses objetivos que Presidente da ABES/DF, Marcos Montenegro comentou em entrevista ao programa Ponto de Vista da TV Câmara.

 

Para Montenegro, o maior desafio para os Municípios é planejar a universalização do atendimento a todos e planejar de modo democrático. " A universalização é uma questão que está colocada na Legislação Federal a respeito do saneamento, porque o saneamento está ligado a saúde pública. Se uma parcela da polulação não têm acesso a esses serviços de fato a coletividades também não têm", frizou.

 

Confira aqui a entrevista completa.

 

 

 

 

Fonte: TV Câmara

Assessoria de Comunicação ABES-DF

Acompanhe nossas notícias também no Facebook

 

 

(61) 3703-4610
Endereço:
SEPN 506, Bloco D - Ed. Sagitarius Sala 124 CEP: 70740-504 Brasília
Desenvolvido por Nova Mídia Brasília