Simpósio de Gestão do Saneamento em Área de Vulnerabilidade Socioambiental
publicado em 17/05/2017 - 23:05

Acontece amanhã (19/05), o Simpósio de Gestão do Saneamento em Área de Vulnerabilidade Socioambiental. O evento será realizado em Salvador/BA, a ABES Nacional será representada pela Diretora da ABES/DF, Kátia Campos.

 

 

Entrevista com a Diretora, Kátia Campos sobre o Simpósio:

 

 

 

1 - Qual a importância do evento e da discussão acerca do tema de sua apresentação: Programa de reciclagem com catadores de lixo?

Hoje a coleta seletiva de materiais recicláveis deve necessariamente ser feita com a participação de catadores de materiais recicláveis. São os maiores especialistas no assunto e a política nacional de saneamento dá prioridade de contratação dos serviços de coleta seletiva e triagem às associações e cooperativas de catadores.

2 - Poderia comentar brevemente sobre o tema?

No DF a coleta seletiva 5 regiões administrativas já vem sendo contratada com cooperativas de catadores há um ano. A partir de junho 9 cooperativas estão sendo contratadas para a triagem deste material e 5 outras para ampliação da coleta seletiva em outras 5 regiões. 

3 – Qual é a sua visão sobre a situação do Brasil no quesito reciclagem? Como é esta questão nas áreas carentes e quais são os principais desafios e entraves, neste contexto?

No Brasil a coleta seletiva é prioritariamente realizada por catadores autônomos atingindo índices bastante altos de acordo com a própria indústria da reciclagem. No entanto, considerando os dados dos serviços realizados com apoio do poder público local estes indicadores são muito baixos. Isso significa que grande parte do que é aproveitado se dá na informalidade.

4 – Como a população reage aos programas de reciclagem do lixo? De que forma, o cidadão pode contribuir com estes projetos?

Em geral há uma consciência e um desejo da população em participar. Na prática este desejo ainda não se traduz em atos para grande parte da população que ainda não se envolveu na prática com o tema. No DF em recente pesquisa realizada para toda a população pela CODEPLAN, registrou-se que 60% da população já separa seus resíduos recicláveis os destinando à coleta seletiva oficial contrat ada pelo SLU ou para catadores autônomos.

5 - Com o acesso à informação, à tecnologia, as pessoas estão mais conscientizadas sobre a importância da reciclagem?

Sim, em especial as crianças que aprendem nas escolas a importância  da participação de cada um para a da conservação ambiental.  É um processo muito lento e necessitaria de campanha maciça de informação e de serviços eficazes para de coleta seletiva, o que ainda não temos. Mas estamos melhorando.

6 - Considerações?

 

Com a grande crise econômica que estamos vivendo, e o aumento do desemprego, a quantidade de lixo gerado tende a se reduzir em função da redução do consumo, o número de catadores autônomos nas ruas aumenta e o que os governos coletam tende a se reduzir ou ter uma qualidade inferior. É uma dicotomia, pois a redução da geração de resíduos é a prioridade da política nacional de de resíduos sólidos mas a redução do material reciclável em épocas de crise reduz a renda dos que vivem do aproveitamento destes materiais.

 

Segue programação do evento:

 

 

 

 

Assessoria de Comunicação ABES DF

Acompanhe as notícias da ABES-DF no Facebook

(61) 3703-4610
Endereço:
SEPN 506, Bloco D - Ed. Sagitarius Sala 124 CEP: 70740-504 Brasília
Desenvolvido por Nova Mídia Brasília